Pular para o conteúdo

Planos fechados de previdência privada rendem até 57% a mais que bancos

Compartilhe:
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Comparação
feita pela Anapar, Associação Nacional dos Participantes dos Fundos de Pensão,
apontou principais diferenças de rentabilidade entre planos de previdência
privada abertos e fechados. Os fechados, comercializados por empresas,
sindicatos, associações ou cooperativas, podem ter rendimento de até 57% a mais.

Essa
diferença é justificada pelo fato dos planos abertos, oferecidos por
instituições bancárias ou seguradoras, terem propósito de gerar lucro e
remunerar capital de investidores. Por isso, as taxas são excessivas e cobranças
por administração e carregamento tendem a ser maiores. Assim, o resultado é uma
baixa rentabilidade, já que apenas parte do rendimento do investimento vai para
o participante da previdência privada.

Na
contramão, os planos de previdência privado fechados, também chamados fundos de
pensão, não têm fins lucrativos. Assim, conseguem cobrar menores taxas de
administração e carregamento, e revertem 100% da rentabilidade obtida nas
aplicações para a conta dos participantes da previdência privada.

Além
disso, planos fechados de previdência privada têm tanta segurando quanto os
abertos, já que são todos regulados por lei e com segurança financeira
garantida pelo Governo Federal, por meio da Previc, Superintendência Nacional
de Previdência Complementar.

Veja mais notícias

CargillPrev: Relatório Anual 2020

Em um ano de muitas incertezas por conta da pandemia, concluímos o exercício com muitas realizações.O Relatório Anual 2020, apresenta todos os resultados da CargillPrev. A página exclusiva “Relatório Anual

Leia mais »